domingo, 19 de fevereiro de 2012

Surpresa de Carnaval

Este Carnaval trouxe uma surpresa... Pois é!

Estava eu em casa dos meus pais, a meio da tarde, eis que recebo uma chamada de um amigo meu perguntando se estava disponivel para uma tarefa... Respondo que dependia da tarefa, mas que se estivesse ao meu alcance podia contar comigo.

Vira-se ele... "Então trás roupa velha e vem ter comigo, porque tenho aqui umas colmeias velhas que não sei o que lhe vou fazer e quero limpar aqui um espaço no quintal!! Mas trás roupa velha porque os ratos deram com elas...."

Nem queria acreditar, embora o meu amigo já me tivesse falado nas caixas que tinha la em casa, nunca pensei que a operação de limpeza fosse para tão curto prazo.

Como ele já me tinha dito uma vez que tinha uma caixa, pelo menos, com abelhas... Meti o equipamento no carro e aí vou eu ter com ele! Até ia a "voar"... Eheheeheh

Afinal de contas, se conseguisse aproveitar alguma caixa ou alguma alça, seria material bem vindo, sobretudo porque estou a começar e o material está caro...

Lá cheguei, para tomar conta da "ocorrência"... Já ele andava a acartar caixas com o carro de mão...

Perguntei se as caixas não tinham abelhas e ele informou que apenas uma caixa tinha abelhas a entrar e a sair.

Levou-me até ao local do apiário, onde havia cerca de uma dezena de caixas e mais ou menos o mesmo numero de alças... Pelo aspecto havia algumas caixas já muito deterioradas e outras quase novas.


O apiário estava bem localizado, mas com alguma erva sobretudo nas traseiras, que impedia a abertura das caixas pela parte de trás. Estavam cobertas por uma estrutura com uma lona amarela, com um aspecto um pouco desarrumado, alguns alimentadores nos telhados das caixas cheios de pó, mas à primeira vista havia material com qualidade para recuperar.

Comecei por uma colmeia de mais fácil acesso, comecei a abri-la e quando vejo os quadros.... Nem queria acreditar... Traça até nunca mais acabar!!!

Após verificar com atenção, a traça tomou conta dos quadros, destruindo a totalidade da cera, tendo inclusivamente deixado marcas nos quadros e na própria madeira da caixa e das alças...

Pensei logo... Temos problemas!!!

O meu amigo referiu que as caixas já não eram abertas à mais de 5 anos, logo estava explicada a razão da situação!!

Desta forma, fui desmontando caixa após caixa, e fomos levando o material para um outro espaço onde pudessemos efectuar uma primeira limpeza para retirar a cera traçada e dar uma primeira volta às caixas.

De referir também que apanhei para aí umas duas dezenas de osgas.... Brrrrrrr.... Que bicho mais nojento e ainda por cima grandes e gordas!!! Brrrrr.... Que nojo!

Dentro de algumas caixas também apanhei muitas vespas, incluindo dois vespeiros, que como estavam calmas... Foram de controlo fácil... Experimentaram o peso de um sapato 42... Ehehehe

Deu ainda para abrir a única caixa que estava aparentemente povoada... Estavam a entrar poucas abelhas, mas como elas lá estavam, vesti-me a rigor para observar... E aí vamos nós!

Uma colmeia com muito propolis que dificultava a retirada de quadros, mas com calma e jeito lá fomos indo... Não havia abelhas no cimo dos quadros, logo tudo leva a crer que estava fraca ou quase deserta...

De facto não me enganei... Quadros muito juntos, onde 5 deles estavam repletos de mel e os restantes 5 apresentavam mel nos cantos superiores, polém velho e pouco polén novo, mas não havia criação, nem ovos do dia!


Havia poucas abelhas nos quadros, que não aparentavam estar doentes... Morfologia normal, mas de facto muito poucas para se poder considerar um enxame.

Após observação atenta... Descobri uma coisa que achei estranho... Encontrei a raínha!!


Mas havendo raínha, porque não havia criação??

Não estou certo sobre a minha teoria, mas.... suponho que a colmeia ficou fraca, criou uma rainha (embora não tivesse visto o álvelo real), mas esta não foi fecundada... provavelmente porque nasceu fora de época... Será que estou certo?

Moral da história.... Desfez-se esta caixa, dado que a quantidade de abelhas não justificava sequer a sua transferência e a anormalidade existente levou-me a tomar essa atitude.

Passamos então à fase de transporte de todo o material e de uma primeira limpeza, tendo depois transportado uma parte desse material para casa, para poder proceder a uma limpeza profunda...

Aqui surge uma dúvida muito grande... Como tratar este material, que esteve tanto tempo com criação de traça, mas que apesar das "mordidelas" nos quadros e caixas, se apresenta em tão bom estado??

Já coloquei nos dois foruns de apicultura um post sobre o assunto e... vamos ver o que dizem os apicultores experientes.... Cá para mim, acho que devia ferver todo o material, limpá-lo muito bem e por a secar! Colocar novos arames nos quadros, cera nova e estava pronto a usar... Será assim??

Esta foi só a primeira parte, dado que amanhã terei a segunda parte, ou seja ir buscar o resto do material que ainda está em casa do meu amigo.

Esta noite os sonhos serão sem sombra de dúvida com cera traçada e osgas.... Ehehehehe

Coisa terrivel esta coisa da traça....



quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Visita de rotina

Como o dia estava agradável e porque tinha efectuado tratamento da colmeia para a varroa, fui observar as movimentações na colmeia, para ver como se estavam a portar.

Vesti o equipamento, dado que não pretendo ser apanhado desprevenido mais vez nenhuma e... aí vou eu até ao apiário!

A curiosidade é muita, daí que tenha levado comigo o alicate de quadros, para fazer uma inspecção mais pormenorizada da colmeia.

Quando me aproximei, foi possivel verificar que havia um pequeno pedaço de papel junto à entrada, resultado de muito trabalho das minhas "amigas" que como era de esperar "devoraram" quase na totalidade a tira de tratamento que havia sido colocada à quase duas semanas, daí que existisse naturalmente uma quantidade consideravel de "serradura de papel" na tábua de voo.

Foi com agradável surpresa que verifiquei também uma enorme agitação na colmeia, onde foi possível observar algumas das abelhas com grandes quantidades de polén nas patas, resultado do muito trabalho que têm feito junto dos cardos, malmequeres amarelos e azedas que se encontram na zona.

Abri a colmeia, tendo vindo um odor muito agradável a mel, com muitas abelhas a circular por cima dos quadros, o que indica que há muita criação.

Observando atentamente cada um dos quadros... tenho 4 quadros com criação operculada, ovos do dia e com mel nas pontas... 3 quadros com reservas de mel e pólen... 1 quadro com inicio de cera puxada e... 2 quadros "sob observação" das abelhas.

Mais uma vez não consegui encontrar a raínha, que devia estar bem protegida, mas que continua a fazer um bom trabalho ao nível da postura, com trabalho muito regular.

Observei ainda 2 ou 3 vespas fora da caixa... a rondar a zona... espero que nada se passe com estas visitas, até porque o enxame está forte e estou em crer não as deixarão entrar.

Consegui observar 2 abelhas mortas, junto à colmeia, mas que pela quantidade não me parece preocupante tendo em conta a altura do ano.

Pensei em colocar a segunda tira de tratamento contra a varroa, mas... optei por colocar o resto da tira no cimo dos quadros, deixando para o dia 20 de Fevereiro (se estiver bom tempo!) essa tarefa.

Verifiquei também muito propolis em torno da prancheta de agasalho, que limpei para permitir o fecho adequado da caixa, mas que me levou a pensar no seu aproveitamento... mas só com uma caixa... não se justifica! Um caso a ver no futuro...

Também pelas entradas de polén me lembrei do que tenho lido acerca da colheita de pólen, mas não quero começar a colocar "a carroça à frente dos bois"...

Deixo um filme onde se pode observar o movimento no dia de hoje e algumas abelhas a transportar pólen...


video

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Como tudo começa...

Vamos dar ínicio a esta aventura...

Muitas vezes me questionei sobre como haveria paciência para alimentar um blogue... Pois está explicado... Um blogue alimenta-se quando existe paixão por alguma coisa e gosto pela escrita!!

Tal como o nome indica, este blog vai falar de ABELHAS!

Aquilo que pretendo partilhar são registos, experiências, dúvidas e tantas outras coisas dignas de serem postadas...

O meu interesse na apicultura surge em Dezembro de 2011, tendo a partir daí "consumido" muita literatura, bem como inúmeros sites com informação importante sobre este tema.

Tal como sempre ouvi dizer... Quem começa com o bichinho das abelhas, nunca mais pára e tem sempre vontade de saber e conhecer mais...

Para além disso, já frequentei um acção de formação de "Iniciação à Apicultura" promovida pela PAMPIMEL (Pampilhosa da Serra), que contou com o apoio da cooperativa LOUSÃMEL, que se realizou nos dias 4 e 5 de Fevereiro de 2012.

A acção de formação foi muito útil, não apenas pela informação prestada, mas também pelo contacto com apicultores experientes.

Não posso deixar de desejar as maiores felicidades à PAMPIMEL que é uma jovem cooperativa na área da promoção do mel e  medronho, que apresentou apicultores experientes e muito disponíveis, que receberam todos os formandos de forma excelente! Parabéns pela iniciativa e um abraço a todos!

Regressado da formação... E como estava com muita vontade de iniciar as lides apícolas comecei o investimento... Comprei uma colmeia (lusitana) povoada a um colega apicultor da zona, que prontamente instalei no meu apiário! Curioso... Já tenho um APIÁRIO! :)



A colmeia adquirida vinha em excelentes condições, bastante forte, sem doenças, com rainha do ano passado, postura muito regular e com boas reservas de mel!

Ainda assim, não vá o diabo tecê-las... O vendedor recomendou que efectuasse o tratamento contra a varrooa, tendo efectuado a primeira fase no dia 6 de Fevereiro.

Como a curiosidade é muita... Todos os dias passo no meu apiário (ehehehehe) para ver o movimento das abelhas, que andam com entradas e saídas frenéticas da caixa apesar do frio que se tem sentido, sobretudo de noite...

Na visita do dia 8 de Fevereiro as coisas não correram bem... Como fui desprotegido e me aproximei demais... Primeira ferradela no pulso esquerdo... Logo 2 dias de pulso e braço inchados... Mas nada que dois anti-estaminicos e umas "esfregas" com Fenistil não tivessem logo resolvido!

Agora, apesar da enorme vontade em abrir a caixa, só o vou fazer no próximo dia 20 de Fevereiro... Está quase! Mas por mim... Abria a caixa todos os dias!! Eheheheh

Vamos ver se o tempo melhora, se o frio abranda e se chove qualquer coisita, para que a vegetação  possa existir em quantidade no verão.

Entretanto vou continuar as minhas pesquisas...

JR