quinta-feira, 26 de abril de 2012

4º ENXAME

O meu apiário vai crescendo...

No passado dia 24 de Abril, fui ao encontro do Sr. Manuel que me ligou a meio da tarde para ir buscar mais um enxame.

A história deste enxame é igual à do 3º e resulta da boa vontade de um apicultor experiente em ajudar um novato a criar o seu efectivo.

O enxame oferecido resulta de mais uma captura do Sr. Manuel, que mesmo com tempo frio continua a conseguir apanhar enxames!!

Para mim fazia-me um pouco de confusão a captura de tantos enxames com tempo frio, mas finalmente percebi a estratégia... Segredo!! Rsrsrsrsrsr

É por estas razões que é importante o contacto com apicultores experientes.

Moral da história, em pouco mais de uma hora, ganhei mais um enxame, visitei um dos apiários do Sr. Manuel e diga-se de passagem... Dá gosto ver um apiário tão bem cuidado e tão bem povoado, neste caso com mais de 25 enxames e todos deste ano!!

Para além da visita ao apiário ainda visitei a oficina onde faz e recupera material, bem como todas as tarefas inerentes à prática apícola... mais uma vez fiquei impressionado pela dedicação que este senhor coloca nas abelhas!!

Aprendi mais umas dicas e uns truques e saí feliz da vida por poder manter uma conversa sobre apicultura com um apicultor muito experiente!! Sinal que as minhas (muitas) horas de leitura estão a produzir efeito e que estou a assimilar conhecimentos!!

O novo enxame foi colocado logo nesse dia no apiário, para que na manhã do dia 25 de Abril as abelhas se sentissem no novo espaço e em liberdade como convém, ainda para mais no DIA DA LIBERDADE!

Ainda conseguiram sair um pouco de manhã, mas a tarde foi para esquecer com tanta chuva e vento!

Como o tempo não está famoso e não sei se o novo enxame vai conseguir sair em condições nos próximos dias, optei por dar alimentação artificial para ver se as "meninas" se aguentam na nova casa.

Em suma, o meu apiário já conta com 5 enxames, 3 deles com bom efectivo e 2 deles resultam das minhas primeiras capturas, e estão mais fracos em termos de abelhas.

Seria bom que o tempo melhorasse para poder inspeccionar os 5 enxames, para ver como estão a evoluir, estando particularmente curioso para ver o que se passa com os enxames que apanhei e que estão mais fracos...

Se já tivesse as caixas a funcionar em pleno retiraria uns quadros com criação e reforçava os 2 enxames que capturei, mas como tou no ínicio.... Vou ter de os "manter a soro" e esperar que exista rainha fecundada e criação a desenvolver-se... Não calhava nada bem ter os meus dois primeiros enxames capturados zanganeiros.... :(

Termino deixando o meu agradecimento ao Sr. Manuel por me ter oferecido o 2º enxame e por me ter dado umas dicas sobre a actividade!!

Saudações Apícolas!!

terça-feira, 24 de abril de 2012

ABELHAS NA ILHA DA MADEIRA

O tempo não tem estado bom para as operações apícolas, dado o frio, o vento e as baixas temperaturas que se têm feito sentir na zona da lezíria.

Confesso que estou ansioso para que o tempo melhore para poder abrir as minhas caixas e verificar a evolução dos enxames, sobretudo dos enxames capturados este ano.

Entretanto tive a oportunidade de viajar até à ilha da Madeira, que obviamente recomendo a todos, dada a sua beleza natural, as suas paisagens deslumbrantes e o bom clima que se faz sentir.

Naturalmente que agora a cada viagem que faço estou particularmente atento às abelhas, procurando sempre caixas ou algum material que indicie sinais de actividade apícola. Preocupo-me igualmente em verificar se existem abelhas a trabalhar e tento seguir os seus movimentos.

Nesta minha viagem à ilha da Madeira fiquei surpreendido com as observações efectuadas no que respeita à apicultura, senão vejamos....

Numa ilha que tem tantas encostas com boa exposição solar, com tantas plantas, com tantas flores, como é possível que quase não existam abelhas???

Pois é, de facto as abelhas são muito poucas na ilha da Madeira!!

Gostaria de perceber a falta de abelhas tendo em conta o contexto natural da ilha, mas que eventualmente se pode explicar pelas sempre amenas temperaturas... A ilha tem temperatura média anual a rondar os 20º a 22º... Será esta a principal razão??

Será que se deve à aplicação de pesticidas nas culturas praticadas na ilha??

De facto com as pessoas com quem falei todos disseram não existirem muitas abelhas na ilha, nem muitos apicultores... Porque será??

Apesar de não ter sido possível contactar nenhum apicultor, pude registar algumas abelhas...

Começo por mostar as abelhas que mais se vêem nas plantas da ilha, que não são abelhas de mel, mas uns grandes zangões que se podem observar também no continente.



Relativamente a abelhas de mel, apenas pude encontrá-las numa ocasião, no Jardim Botânico (Funchal) a trabalhar nas flores de uma espécie de catos, bem carregadas de pólen, pelo que deixo as imagens...




E para ser fiel ao trabalho de campo realizado na ilha da Madeira, há ainda que revelar a localização de um enxame, que se encontra precisamente num edifício no Parque das Queimadas, perto de Santana... Não é seguramente um enxame grandioso, mas ao ver as abelhas a entrarem junto a um barrote que sustenta o telhado, recordei alguns ensinamentos que tenho recolhido no forum dos forumeiros, de alguém muito experiente, que ensinou a técnica do "funil de rede" para retirar o enxame... Obrigado Sr. Adriano!! Até já estava a ver a "coisa" montada.... rsrsrsrssrsr

Devo dizer que este era sem dúvida um desafio e tanto, dado que o telhado está a cerca de 4/5 metros do solo, mas com certeza se estivesse a viver na ilha não perderia esta possibilidade de tentar capturá-lo, depois de obtida a respectiva autorização por parte do proprietário do imóvel.

Como o espaço estava fechado, não foi possível aceder ao interior, mas das duas uma... O enxame ou está na parede ou está no forro do telhado, que parece existir no edifício!!

video

Aqui fica a dica... Pode ser que algum apicultor madeirense se interesse por apanhar este enxame!!

Caso essa captura se concretize, gostaria apenas que o colega apicultor me informasse como decorreu a operação e qual a dimensão do enxame... Ah e já agora que pagasse uma poncha na minha próxima visita à ilha da Madeira!!! Rsrsrsrsrs

Aqui fica o registo das minhas observações apícolas na ilha da Madeira!

Saudações Apícolas

quinta-feira, 12 de abril de 2012

3º ENXAME

Hoje consegui o meu 3º enxame.

A forma como o consegui foi diferente das anteriores, dado que este enxame foi oferecido por um apicultor experiente da minha zona.

O meu gosto pela apicultura levou-me a contactá-lo para recolher alguns ensinamentos, tendo o Sr. Manuel se disponibilizado para me oferecer 2 enxames assim que se iniciasse a época de enxameação.

No inicio de Abril entreguei-lhe 2 caixas completas a pedido dele, tendo-me informado que até meio de Abril deveria efectuar a entrega dessas caixas devidamente povoadas.

Assim, recebi hoje a primeira caixa com um enxame bastante forte que o Sr. Manuel tinha acabado de recolher na floresta.

Estivemos à conversa cerca de uma hora sobre vários aspectos relacionados com as abelhas, para eu aprender mais uns "truques" e qual não é o meu espanto quando me refere que este ano já apanhou cerca de 25 enxames... Isso mesmo... 25 ENXAMES!?!

Tive de perguntar qual o segredo para tanto sucesso nessa área da apicultura e de facto, tal como já sabia, não há nenhum segredo para a captura de enxames. Aliás se existissem segredos ou se fosse algo muito complicado eu próprio não teria conseguido apanhar 2 enxames poucos meses após iniciar a minha actividade apícola.

A quantidade impressionante de enxames capturados pelo Sr. Manuel tem a ver com os muitos cortiços que tem espalhados por diversos locais e que dessa forma facilitam a captura.

Outro factor de sucesso é a colocação dos cortiços em zonas visitadas frequentemente pelas abelhas e um pouco de "perfume" para lhes "abrir o apetite".

Depois há uma boa justificação para este enorme sucesso.... Este apicultor anda sempre na charneca (floresta), percorrendo diariamente muitos km's por estradas de terra. Este factor, quanto a mim, é decisivo para o sucesso....

Já eu.... ando todos os dias em zona urbana, rodeado de casas e edificios por todo o lado, percorrendo alguns km's de estradas de alcatrão e passo muitas horas do dia enfiado num gabinete!!

Assim é dificil ver abelhas... Eheheheheh

Resta dizer que o novo enxame ja está no apiário devidamente alimentado e amanhã pela hora do almoço, se o tempo permitir, vou observar o movimento de entrada e saída de abelhas.

Termino este post com um forte agradecimento ao Sr. Manuel pelo seu gesto, que seguramente o não vai ler por não utilizar a internet, mas aqui fica o registo. Um bem haja e um grande abraço!!

Saudações Apícolas!!

terça-feira, 3 de abril de 2012

REGISTO INICIAL DE APICULTOR

Foi com satisfação que hoje recebi ofício da Direcção Geral de Veterinária com o meu número de apicultor!

Moral da história... A partir de hoje sou apicultor registado na base de dados nacional!

O processo de registo foi simples, rápido e sem custos!

Recolhi o formulário de registo no site da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Centro em:

http://www.drapc.min-agricultura.pt/drapc/servicos/formularios/formularios.php

Depois de preenchido o formulário em triplicado, juntei fotocópia do cartão do cidadão e remeti através de correio normal para a entidade regional competente.

Caso surjam dúvidas no preenchimento dos campos do formulário, pode ser consultado no site da Direcção Regional um link que ajuda nesse processo:

http://www.drapc.min-agricultura.pt/drapc/servicos/formularios/files/instrucoes_registo_actividade_apicola.htm

Passado cerca de uma semana após o envio da documentação, já recebi hoje o original devidamente carimbado pelos serviços de veterinária, com identificação do meu número de apicultor, bem como alertando para o facto de ser necessário colocar esse número em local visivel do apiário.

No ofício consta ainda uma chamada de atenção sobre a necessidade de declarar o efectivo anualmente (durante o mês de Junho), tal como decorre do Decreto-Lei n.º 203/2005 de 25 de Novembro.

De salientar que não há custos associados nem no registo inicial de apicultor, nem na declaração anual de efectivo, pelo menos para já... Vejamos o que o futuro nos reserva!!

Saudações Apícolas!!