segunda-feira, 28 de abril de 2014

BOAS NOTÍCIAS

Depois do último post, em que as coisas pareciam estar bastante complicadas, a visita deste fim de semana veio tranquilizar-me relativamente aos desdobramentos realizados em Março.

Afinal os desdobramentos resultaram, estando as rainhas já em postura regular numa colmeia com 3 quadros e outra com 4 quadros de postura.

A sorte destas matriarcas (e a minha!) é que os desdobramentos já se encontram em ninhos com 10 quadros, o que lhes permite desenvolver bastante postura, sem que se sintam limitadas no espaço.

Não há como rainhas novas.... :)

Foi também possível observar uma boa quantidade de reservas já constituídas e bastante entrada de pólen.

A colmeia dadora, que também parecia ter ficado zanganeira, já tem a rainha em postura e as coisas estão normalizadas também nesta colónia.

Em suma, parece que a visita que me deixou preocupado foi prematura e possivelmente já havia rainhas nos desdobramentos, mas que ainda não se encontravam em postura ou estavam em fase final de fecundação.

Já no que se refere à colmeia dadora... Depreendo que a rainha tenha parado a postura devido às minhas intervenções na colónia.

Quanto ao primeiro e único enxame capturado este ano, apesar de lhe ter tirado um quadro com postura do dia para tentar salvar um dos desdobramentos, que o podia ter enfraquecido, as coisas estão a correr bastante bem, existindo já 3 quadros com postura e já começa a faltar espaço no núcleo. Está claramente a pedir para ser mudado para um ninho de 10 quadros.

Enfim... Tudo normalizado!!

Algumas das restantes colmeias receberam mais uma meia-alça, dado que a primeira está quase repleta de mel e eu não quero que elas percam tempo.

Começa nesta altura a faltar-me material para continuar o desenvolvimento da atividade... Uma preocupação importante, tendo em conta os preços praticados no mercado para todos os artigos relacionados com o setor apícola.

Entretanto, como as temperaturas ontem subiram um pouco, o meu "espaço isco" já começou a ser visitado novamente pelas abelhas, pelo que a manterem-se temperaturas agradáveis, tudo leva a crer que em breve chegará o 2º enxame do ano.

Aqui fica o registo...

video


Saudações Apícolas!!

domingo, 13 de abril de 2014

A COISA COMPLICA-SE….



Hoje foi dia de inspecionar os desdobramento realizados em meio de Março e do enxame capturado na semana passada e as coisas parecem estar a complicar-se…

Se há coisa que detesto na apicultura…. É mesmo colmeias zanganeiras!!!

Pois é, passado sensivelmente um mês sobre os meus primeiros desdobramentos, parece que fiquei com três colmeias zanganeiras… A dadora e os dois desdobramentos!!!

Não há sinal de postura em nenhuma colónia, o que me deixou profundamente frustrado.

Afinal porque não vingaram os desdobramentos??

As causas que vejo como mais prováveis prendem-se com a instabilidade climatérica que se verificou no final de Março e início de Abril, que pode não ter permitido a fecundação atempada das rainhas… Ou então, quando saíram para fecundar, foram “catadas” por algum predador… Enfim, fica a dúvida!

Mas o mais estranho foi a colmeia dadora ter ficado sem rainha…

Será que a matei nas operações de retirada de quadros??

Será que como havia mestreiros de enxameação, que usei para o segundo desdobramento, a rainha foi embora mesmo depois de ter retirados os quadros onde estavam os mestreiros??

Tantas dúvidas!!

Como dizia aquele célebre filósofo…. “Só sei que nada sei!

A única situação positiva é a evolução do enxame capturado na semana passada, onde foi possível encontrar a rainha, que já está em postura.

Como ando virado às experimentações…Dos dois quadros que havia com postura, no enxame capturado a semana passada, um deles foi colocado num dos desdobramentos, para ver se conseguem puxar uma rainha.

Vamos ver como corre, mas com a “sorte” que tenho nos enxames zanganeiros, creio que vou mesmo ter de juntar colónias para não perder abelhas…

Que venham dias melhores….

Saudações Apícolas!!

segunda-feira, 7 de abril de 2014

FINALMENTE… CHEGOU O 1º ENXAME DA ÉPOCA 2014!!


Após a chegada da Primavera hoje foi efetivamente o primeiro dia digno dessa estação do ano, com o sol a mostrar-se e com a temperatura a começara a subir, o que obviamente se traduz em condições propícias para a enxameação.

Como já tinha referido num post anterior, desde acerca de dois meses que tenho tudo pronto para a época da enxameação, com os meus “iscos” colocados no barracão onde guardo o material apícola que não se encontra ainda em utilização.

Não há segredos, nem técnicas especiais…. Basta apenas uma caixa já usada, bem impregnada de própolis e um quadro já usado com pólen e mel, para que as nossas amigas decidam eleger aquele local como ótimo para fazerem uma nova “casa”.

Hoje cerca das 15H00 recebi a tão desejada chamada telefónica dando a notícia que tinha chegado um enxame.

Ao final do dia lá fui eu verificar o que tinha chegado, já que os meus pais desta vez não se aperceberam do momento inicial da sua chegada, para perceberem a sua dimensão, tendo assistido apenas ao final da acomodação.

O enxame que chegou hoje tem cerca de 2 kg de abelhas e dá para encher três quadros, tendo sido colocado num núcleo de roofmate para que se desenvolva um pouco, esperando passá-lo depois para uma caixa definitiva.











 









Ao princípio da noite, com as abelhas já todas acomodadas no núcleo, o mesmo foi colocado no local definitivo, esperando que evolua rapidamente.

Ontem inspecionei os desdobramentos realizados e pude verificar que ainda não há postura, nem consegui encontrar as rainhas, estando no entanto os alvéolos já bem limpos e brilhantes, prontinhos para que a rainha inicie o seu trabalho.

Como pelas minhas contas as rainhas nasceram nos últimos dias de Março, não há que desesperar, dado que devem estar quase a sair para fecundar, aproveitando as boas condições climatéricas que se esperam durante a próxima semana na Lezíria.

Voltarei a inspecionar estes desdobramentos em breve para ver se foram bem sucedidos ou se tenho colónias zanganeiras….

Saudações Apícolas!!

domingo, 23 de março de 2014

NA FALTA DE ENXAMES… FAZEM-SE DESDOBRAMENTOS!!



A Primavera já chegou oficialmente, mas com ela vieram as temperaturas mais baixas e a chuva, situação que retarda a enxameação.

No ano de 2012 o meu primeiro enxame foi capturado no dia 21 de Março, mas o ano passado o primeiro enxame só chegou no dia 16 de Abril.

Está tudo pronto para a captura de novos enxames, tendo tido os mesmos cuidados dos anos anteriores, mas até ao momento ainda nem sinal deles… Confesso que já tenho saudades da emoção do momento! Rsrsrsrs

No entanto, como não há enxames capturados e porque vai havendo da minha parte mais experiência e mais conhecimentos na apicultura, tal como tinha aqui referido no último post, no passado domingo efetuei o meu primeiro desdobramento.

Foi uma semana inteira de preocupação, já que não sabia como estava a evoluir a situação e como não estou perto do apiário, durante a semana fui recebendo informação dos meus pais que sempre que ligava e perguntava pela caixa nova diziam… “Há montes de abelhas coladas na caixa!! Umas na frente outras por trás da caixa… Elas não estão a entrar na caixa!! Elas não gostam do material da caixa (roofmate)…”.

Devo esclarecer que os meus pais não são apicultores, têm um medo terrível de abelhas e controlam as colónias a uma distância bastante considerável.

Em suma, estava desejoso que chegasse o fim de semana para ver o que se passava com o desdobramento.

Hoje quando cheguei ao apiário, pude constatar o que os meus informadores iam descrevendo… Abelhas a cobrir a entrada e também um cacho de abelhas pendurado na traseira da caixa.



Durante a semana fui contatando algumas pessoas que me iam apontando pistas para o que os meus pais observavam, mas de fato tudo apontava para falta de espaço no núcleo, como me havia escrito também o Luís Moreira num comentário que deixou no blogue.

Devo referir que o desdobramento foi realizado pelo método de orfanização, tendo deslocado a colmeia dadora para outro local e tendo deixado o núcleo no local onde a dadora se encontrava, o que garantia o gado suficiente para alimentar e aquecer a criação.

Hoje ao abrir o núcleo, estava assim…



Perante tanta população não tive outra hipótese senão mudar, com todo o cuidado, os quadros que compunham o núcleo para um ninho normal, para que o enxame se possa continuar a desenvolver, bem como para haver espaço para abrigar todas as abelhas, evitando assim a sua acumulação na entrada da caixa, como acontecia anteriormente.

Nestas operações foi possível ver dois mestreiros com o tamanho normal para o tempo decorrido, que já ocupam a nova caixa.

  
Devo ainda referir que para uma semana de utilização do núcleo de roofmate… A experiência não me deixou suficientemente agradado, havendo correções a efetuar em futuras utilizações.

As abelhas estavam a começar a “roer” o roofmate em vários pontos e porquê?





Pode muito bem ser a falta de espaço, mas também há aspectos a melhorar… 

A principal melhoria a introduzir é a colocação de uma tampa sobre a caixa, antes da aplicação do telhado, uma vez que a folga existente entre o telhado e caixa permite algum espaço que as abelhas utilizam para tentar entrar… O que origina entradas múltiplas, o que não deve acontecer.

Os próximos núcleos já vão ter uma tampa para evitar esta situação!!

Aproveitei a oportunidade para dar uma volta pelas restantes colónias, que de um modo geral estão bem, com boa entrada de pólen e mel, sendo a colmeia dadora de onde fiz o primeiro desdobramento uma verdadeira surpresa… Continua muito forte em termos de população, com muita criação em vários estados e hoje tinha um quadro no sobreninho com cinco ou seis mestreiros.

Ora, como a rainha me parece muito bem e porque a colmeia está bastante forte, peguei nesse quadro com os mestreiros e fiz um novo desdobramento, tendo adicionado mais um quadro de criação, dois de reservas e já não arrisquei colocar no núcleo… Foi direto para uma caixa normal.

Para quem tinha receio de desdobrar… Esta caixa tem estado a “pedi-las” e tenho aproveitado para fazer aquilo que me parece mais correto.

Vou continuar a acompanhar a situação com toda a atenção, esperando que o tempo me ajude a mim e a todos os apicultores no sucesso das nossas colónias.

E…. Venham de lá os enxames!!! Eheheheh

Saudações Apícolas!!

segunda-feira, 17 de março de 2014

UM FIM DE SEMANA DE ABELHAS


Finalmente o bom tempo, em que apetece andar na rua e realizar atividades de ar livre, onde se incluem as relacionadas com a apicultura.

Apesar da subida das temperaturas, que na semana passada rondaram os 22º/23º, ainda não saboreei o gosto da captura de enxames este ano, embora já tenha lido relatos de apicultores que os conseguiram obter na zona da Lezíria do Tejo.

No entanto, a enxameação já aí anda e há que estar preparado para ela, pelo que há trabalho a fazer, nomeadamente a construção de alguns núcleos para que os novos enxames capturados se possam desenvolver, bem como colocar algumas caixas isco, que serão instaladas estrategicamente.

Assim, no sábado fiz mais alguns núcleos em wallmate/roofmate, que continua a ser um material barato e de fácil utilização. Cada placa dá para executar dois núcleos, incluindo a respetiva tampa.

Espero este ano poder utilizar esses núcleos para os primeiros enxames, sendo certo que assim que as colónias apresentem um bom nível de desenvolvimento, serão imediatamente transferidas para as normais caixas de madeira.

Tenho lido algumas experiências de utilizadores desse material para a execução de núcleos e até de colmeias, com resultados quase sempre satisfatórios, pelo que vamos ver como corre essa experiência no meu caso.

No domingo foi dia de dar mais um passo importante nas minhas técnicas de maneio…

Fiz o meu primeiro desdobramento!!

A colmeia desdobrada foi a que teve um acidente no dia de Natal, tendo-se virado com o vento.

Esta colmeia tem-se revelado uma autêntica surpresa, dado que após o acidente, evolui de uma forma extraordinária, apresentando-se repleta de criação, que já estava a ocupar ninho e sobreninho.

Suspeito que aquele enxame tenha produzido uma nova rainha, tal é a força que apresenta.

O desdobramento foi feito pelo método da orfandade, tendo colocado no núcleo um quadro com criação fechada, um quadro com criação do dia, dois quadros com mel e pólen, bem como um quadro com uma folha de cera estampada.

Este quadro com cera estampada foi colocado propositadamente vazio para dar trabalho às abelhas até que a nova rainha esteja em condições de iniciar postura.

Não sei se foi a melhor opção, mas vamos ver como corre…

Utilizei um dos núcleos que construi em wallmate e que foi colocado no local da colmeia dadora, tendo essa sido deslocada para outro espaço. Assim garantirei que esse núcleo continue a ter operárias a trazer o que a nova colónia precisa.


Agora é dar tempo ao tempo e esperar para ver se a minha primeira experiência será bem sucedida.

Dei uma volta por algumas colónias que me parecem estar muito boas e com um arranque forte, mas vamos ver como correm as coisas este ano.

Pelos menos o gado já anda nos pastos a colher o que vai havendo disponível.

Algumas fotos de uma abelha a trabalhar numa flor de jardim…


 













 Saudações Apícolas!!